Higiene e Segurança Alimentar HACCP

a higiene alimentar

ALIMENTAR

O que é a Higiene Alimentar?
A Higiene e Segurança Alimentar é uma área técnica que envolve um conjunto de normas de manuseamento de alimentos – incluindo a produção, o transporte, o armazenamento e a distribuição – cujo objetivo é garantir as suas características organoléticas (características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais) de modo a permitam o consumo de alimentos sem riscos para a saúde.
A comunidade europeia emitiu orientações no sentido da prevenção deste tipo doenças que obriga os Empregadores do Sector Alimentar a gerar, aplicar e manter processos baseados nos princípios de HACCP (Hazard Analysis Critical Control Point).

Em que consiste o Hazard Analysis and Critical Control Points (HACCP)?
O sistema HACCP é uma metodologia flexível que se ajusta a diferentes contextos laborais, desde os processos produtivos, à transformação e distribuição dos alimentos. O HACCP é uma ferramenta que previne os problemas relacionados com contaminação de alimentos, evitando doenças de origem alimentar. Este sistema consiste objetivamente num método preventivo, procurando prevenir e/ou reduzir os riscos de intoxicação alimentar. Este controlo é efetuado através de colheita de amostras das matérias-primas, produtos intermédios e finais, e posterior avaliação.

Princípios da HACCP

  • Primeiro Princípio: Analisar os Perigos – identificar perigos que possam ser evitados, eliminados ou reduzidos;
  • Segundo Princípio: Determinar Pontos Críticos de Controlo – identificar pontos críticos de controlo em fases em que o controlo pode evitar ou eliminar o perigo ou reduzi-lo para níveis aceitáveis;
  • Terceiro Princípio: Estabelecer Limites Críticos – identificar limites entre aceitabilidade e não aceitabilidade, visando a prevenção, eliminação ou redução dos perigos identificados;
  • Quarto Princípio: Estabelecer Sistema de Monitorização – Aplicar processos eficazes de vigilância nos pontos críticos de controlo;
  • Quinto Princípio: Estabelecer Ações Corretivas – deve ser colocada em prática a respetiva Ação Corretiva sempre que a vigilância indicar que um Ponto Crítico de Controlo está fora de controlo;
  • Sexta Princípio: Estabelecer Procedimentos de Verificação – analisar com regularidade a efetividade das medidas referidas nos Princípios 1 a 5;
  • Sétimo Princípio: Estabelecer a Documentação – Elaborar documentos e registos com o fim de comprovar a aplicação das medidas referidas nos Princípios 1 a 6 com eficácia.

Como podemos ajudá-lo?
A GPMédicos tem profissionais experientes e com formação científica para o ajudar a cumprir as necessidades de HACCP. Podemos ajudá-los a implementar o processo e a organizar toda a documentação legal para se preocupar com o mais importante: agradar ao seu cliente!